X

Notícias

Vice-líder, Inter põe fase na Série B à prova e mira maior série de vitórias desde 2015

Esportes, Nacional
-
17/08/2017 10:42

Contra o ABC, Colorado pode chegar ao quinto triunfo consecutivo e, assim, igualar marca alcançada com Diego Aguirre, no Gauchão; pelo Brasileirão, sequência não ocorre desde 2014

Contra o ABC, Colorado pode chegar ao quinto triunfo consecutivo e, assim, igualar marca alcançada com Diego Aguirre, no Gauchão; pelo Brasileirão, sequência não ocorre desde 2014
Legenda da foto

Após sofrer ao longo de um primeiro semestre turbulento, o Inter enfim engrenou de vez em 2017, a ponto de apresentar os melhores resultados da temporada. O bom momento atual não só conferiu tranquilidade ao dia a dia de trabalhos, como alavancou o Colorado à vice-liderança da Série B com cinco pontos de vantagem para o quinto colocado. E pode levar a equipe de Guto Ferreira a atingir uma série emblemática de cinco vitórias consecutivas, marca que o clube não alcança desde o Gauchão de 2015. E que é inédita em compromissos pelo Campeonato Brasileiro há ainda mais tempo, nos idos de 2014.

A sequência positiva é um elemento a mais para a partida deste sábado, às 16h30, contra o ABC, no Frasqueirão, pela 21ª rodada da Série B – jogo que, por si só, já tem peso importante, com possibilidade de fazer o Inter emplacar a liderança da competição. O Inter embarca rumo a Natal ainda nesta quinta-feira e leva como trunfo uma equipe consolidada em seu sistema de jogo, o 4-1-4-1.

Com a afirmação do esquema, o Colorado enfim encontrou a paz recente em sua saga na Segunda Divisão, a partir do triunfo por 2 a 0 sobre o Oeste, no Beira-Rio, em uma partida que valia a permanência de Guto Ferreira no cargo. Desde então, são quatro vitórias consecutivas em quatro rodadas com permanência no G-4. A série é a maior da temporada e não era alcançada desde o primeiro semestre do ano passado, quando a equipe de Argel Fucks engatou quatro resultados positivos seguidos para liderar a Série A do Brasileirão.

– Temos que continuar. É difícil se manter. Passamos por momentos turbulentos em questão de resultado. A gente não conseguia manter a regularidade. Hoje se treina mais tranquilo, porque no futebol manda o resultado. Existia uma pressão muito grande, que por momentos atrapalhou o nosso grupo em dias de jogo. Entendemos o peso que o torcedor passou. Precisamos deles, como foram os últimos jogos. Tendo o resultado a nosso favor é muito melhor. Se trabalha com mais tranquilidade. Os atletas ganham confiança e podem produzir o que o treinador quer – afirma o capitão D’Alessandro.

A série de cinco vitórias consecutivas, porém, é ainda mais distante no histórico colorado. A última vez em que o Inter encarreirou tantos triunfos ocorreu entre os dias 22 de março e 5 de abril de 2015, em cinco partidas consecutivas pelo Campeonato Gaúcho. A equipe que conquistou o penta estadual sob o comando de Diego Aguirre bateu Veranópolis, Avenida, União Frederiquense, Ypiranga e Passo Fundo, até empatar em 2 a 2 com o Cruzeiro-RS, nas quartas de final – a vaga na semifinal só veio nos pênaltis.

A sequência invicta, porém, não parou por aí. Ao todo, foram 16 jogos de invencibilidade, entre Gauchão e Libertadores, com 11 vitórias e cinco empates. A equipe seguiu invicta até a derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR, em 10 de maio, com formação reserva, na estreia pelo Campeonato Brasileiro daquele ano.

Por falar em Brasileirão, é preciso cavar um pouco mais a fundo no passado para resgatar a última sequência de cinco vitórias consecutivas válidas pelo Nacional. Foi em 2014, sob o comando de Abel Braga. Entre a 11ª e a 15ª rodadas, o Inter enfileirou triunfos e chegou a incomodar o Cruzeiro, campeão daquela edição, até a derrota para o São Paulo, em casa, na 16ª rodada.

Para este sábado, a escalação titular é a mesma das vitórias sobre Guarani e Londrina, com: Danilo Fernandes; Cláudio Wick, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, William Pottker, Edenílson, D’Alessandro e Eduardo Sasha; Leandro Damião.

Com a manutenção do que vem dando certo, o Inter vislumbra a chance de virar líder da Série B. Para isso, será preciso bater o ABC e torcer por uma derrota do América-MG para o Goiás no Serra Dourada, às 21h30 desta sexta-feira. Neste cenário, o Colorado iguala os 36 pontos do Coelho e o supera no saldo de gols.

GE